top of page

Regresso do magusto

No passado dia 11 de novembro, o Agrupamento de Escolas de Loureiro voltou a festejar o Magusto, após uma interrupção de dois anos, causada pela pandemia.

Organizada pelo Departamento de Ciências Humanas e Sociais e com a colaboração do Departamento de Educação Especial que decorou os espaços, a comemoração tradicional da festa de S. Martinho realizou-se na escola Sede e na E.B.2,3 Dr. José Pereira Tavares e, apesar das alterações climáticas, o tempo cumpriu o que dita o famoso verão do santo, brilhando o sol toda a manhã, o que permitiu a realização da atividade ao ar livre.

Durante o intervalo das 10h 15m, as castanhas, trazidas pelos alunos e pela Associação de Pais e assadas, diligentemente, pelas funcionárias das duas cantinas, foram partilhadas, entre todos, com grande entusiasmo e apetite. Afinal, as castanhas fazem parte da nossa dieta alimentar há milhares de anos e, em tempos de carência de cereais, era com a farinha do fruto moído que se fazia o pão, em muitas regiões do nosso país.

Daí a simbologia desta festa associada à própria lenda de S. Martinho: a castanha como pão dos povos e a sua partilha como sinal de generosidade e solidariedade humanas.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seguindo o modelo de São Francisco de Assis, a quadra natalícia que agora vivemos, inspira-nos a recriar o momento do nascimento de Jesus em Belém. Esse momento, repetido ao longo do tempo na nossa hi

bottom of page